O marketing jurídico trará clientes mais engajados!

marketing jurídico

Você conhece a importância do Marketing Jurídico? Talvez não, mas certamente sabe como é importante ter clientes mais engajados no seu negócio.

E se disséssemos que as duas coisas estão ligadas de maneira direta? Elas estão!

Então, é hora de começarmos a compreender melhor e praticar os conceitos do Marketing Jurídico! Vamos lá?

O que vamos abordar e aprender hoje:
  • O que se passa na mente do cliente;
  • Como surpreendê-lo;
  • Como tornar-se referência no mercado.

O que se passa na mente do cliente?

Essa é uma pergunta que todo empresário gostaria de ter respondida. Porém, varia de segmento para segmento e de cliente para cliente. Mas, calma, não se desespere ainda.

Existe um padrão na mente de cada consumidor! E esse padrão está diretamente relacionado ao que o leva a adquirir ou não os seus serviços.

As pessoas possuem necessidades e desejos. Buscando a sua satisfação, os indivíduos se dispõem a buscar por um produto ou serviço que seja ideal.

Porém, pensar em oferecer algo que seja ideal é complicado, já que você teria que personalizar os seus serviços para cada um dos seus clientes. E é aí que está o segredo: é preciso fazer isso, de alguma forma.

Tenha em mente que o que o seu cliente espera que o seu serviço ou produto, pelo menos, cumpra o que promete. Portanto, é preciso atender as expectativas criadas – atente-se ao que é comunicado ao cliente em anúncios, descrição e quaisquer imagens, a fim de garantir que os seus serviços de advocacia cumpram o que propõem.

Surpreendendo o cliente

Ao entender as necessidades e desejos do seu cliente, é possível compreender o que será necessário para satisfazê-lo. Mas não se contente com a satisfação dos seus clientes. Vá além!

O segredo para que qualquer cliente se sinta admirado com o que você oferece é proporcionar experiências únicas e memoráveis durante o tempo que estiver com você. E atenção a esse ponto: não importa o tempo de permanência do cliente sob a sua tutela – é imprescindível que você cuide dele como se ele fosse um ente querido!

Os simples atos de oferecer um copo de café, ligar a televisão da sala de espera e dar o controle nas mãos do seu cliente, tratá-lo com total atenção e causar a sensação de “estar em casa” são, geralmente, suficientes para causar uma excelente impressão e criar uma experiência memorável.

Mas onde o Marketing Jurídico entra nessa história? Em todo o processo!

Aplicar o marketing não significa fazer uma boa propaganda. Na verdade, a publicidade e propagandaé apenas um dos dedos da mão que é o marketing. São aplicados conceitos de administração, gestão de pessoas, economia, mercado e, finalmente, propaganda.

Porém, é uma visão estratégia bastante ampla e, certamente, o Marketing é decisivo para a tomada de decisões e pode ser o pé que impede as portas da sua empresa de fecharem.

Por isso, a sua presença se faz essencial em qualquer negócio.

No caso do seu escritório de advocacia, é preciso aplicar o Marketing Jurídico, cujos diferenciais se limitam apenas às restrições de anúncios e propagandas, que devem seguir regras bastante específicas, definidas pela Ordem dos Advogados do Brasil.

E, antes de passarmos para a próxima parte, lembre-se: oferecer serviços significa servir. Com isso, veja o seu cliente como o que move o seu negócio – porque essa é a verdade.

Torne-se referência com o Marketing Jurídico

Por mais que você seja capaz de se adaptar às mais diversas situações e estabelecer argumentos sólidos para diferentes casos, dos mais variados tipos, não adianta atirar para todos os lados. Essa não é uma estratégia eficiente!

Primeiro, você poderá receber todo tipo de clientes e, em várias ocasiões, passar pela terrível e constrangedora situação de não ser capaz de oferecer o serviço que alguém veio procurar.

A imagem do seu escritório de advocacia será “queimada”. Imagine alguém dizendo que o seu negócio “não é capaz de realizar determinados serviços”!

Para evitar isso, é preciso comunicar, de forma clara e objetiva, o que o seu escritório de advocacia faz. Defina os serviços e uma especialidade.

Essa especialidade servirá como um imã. Através dela, seus clientes o encontrarão de forma muito mais rápida e assertiva, indo de encontro com aquilo que você oferece e, inclusive, podendo obter interesse por outros serviços no seu arsenal.

Assim, você evita desencontros e reduz as chances de alguém contatá-lo para algo que você não faz.

Uma outra forma de contornar isso é trabalhar com sócios. Nesse caso, é ideal que as especialidades de cada profissional sejam diferentes, a fim de ampliar o campo de atuação do seu escritório de advocacia.

Marketing Jurídico é fundamental para que os clientes enxerguem isso e encontrem o valor necessário para obter seus serviços – inclusive, sem aquela visão chata e errônea de que os “preços são altos demais”.

Invista no Marketing Jurídico e veja os resultados!

Confira dicas para aplicar o Marketing Jurídico sem ferir as regras da OAB.

Veja também:

O impacto da Inteligência Artificial na advocacia

Software para advogados que tem os olhos no futuro

Software jurídico: solução inteligente para gestão de escritórios

Gostou? Compartilhe conosco a sua experiência, deixe seus comentários e dicas.  Envie a sua sugestão. Deixe seu e-mail para ter acesso a conteúdo exclusivo.

0 I like it
0 I don't like it

Grupo DPG(Colunista)

Grupo DPG

Grupo focado em facilitar o relacionamento entre empresas, através da comunicação integrada e consultiva.

Deixe seu comentário

Deixe o seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *